7 sensações que eu amo- Tag: OESS

   Chegando do feriadão e aquela vontade de não perder o ritmo de postar me acomete e eu me pergunto "o que eu posso trazer pra vocês"? Meu feriado foi de reclusão no mato, com direito a banho de cachoeira e dedo cortado pelo pé de amora. E como estou buscando manter o clima e a paz da onde estive, então não vou falar muito desses tempos por aqui e deixar eles quietinhos aqui dentro.
    Dito isso, eis que abro o computador, já na babilônia, e vejo esse post amorzinho da Gabriela do Onde as Estrelas São Selvagens. Na verdade ela mesmo desconfia que a ideia do post tenha surgido há tempos lá no blog da Melina Souza, mas eu já cheguei no post da Gabriela mesmo! O mais legal é que reencontrei essa mulher na blogosfera anos depois do "187 tons frio" dela e do meu "Cores da luz" e fiquei boba em reconhecer na história dela como blogueira a minha própria história. Mas, o que especificamente me trouxe aqui hoje, foi a proposta dela de levar esse post/tag a diante. E esse foi impulso que eu precisava para não deixar a peteca cair nem na vida, nem aqui.
    Eu até poderia copiar e colar o post dela  com referências, por que me identifiquei muito com as sensações que ela trouxe (hehe). Mas, superei o pensamento quase plageador e fiz melhor. Aceitei o desafio de buscar em mim e na minha memória coisas que me deixam feliz/alegre/ em paz. E nada melhor do que numa fase difícil você se lembrar do que te faz bem, não é mesmo? Então vambora!

1. Sol de outono/inverno.
Photo by Sérgio Rola on Unsplash
Eu sou uma pessoa solar, minha estação preferida é a Primavera, por que no verão o calor mata mais e parece que aonde você vai tem sempre gente demais. haha Com isso, tem coisa mais gostosa do o sol de outono/inverno? Aquele em que na sombra ainda faz friozinho? Então, esse sol ganha meu dia, meu humor e minha vontade de viver! Por que, na real eu me abato muito no frio então nada melhor do que esse solzinho para me lembrar que ainda há vida e esperança fora da cama! haha

2. Lavar o cabelo depois de cortar 
Photo by Isi Akahome on Unsplash
Desde criança eu adoro cortar o cabelo. E mesmo desenvolvendo certo apego as madeixas, ainda me considero uma pessoa de flerte eterno coma tesoura. E mesmo num processo de deixar o cabelo crescer novamente (visto que cortei bem curto no meio do ano passado) eu tenho uma dúvida constante de cortar ou não. Talvez isso aconteça com você, talvez não. Mas, para mim a sensação de lavar a cabeça após cortar o cabelo e sentir a cabeça mais leve, a água betando melhor na nuca e a facilidade pra cuidar e passar a mão nos fios me dá uma paz enorme!! Só de imaginar já me dá um frescor sem igual!

3. Estrada.
Foto aqui
Eu amo estrada, eu amo estar de passagem, estar no caminho. Sempre gostei de fazer companhia pra ir pra qualquer lugar fazer qualquer coisa. Mas, hoje, mais adulta entendo que é o amor pela estrada e pelo movimento que me movimentam a fazer a maioria das coisas que faço. Seja para cruzar estado, ou cruzar a fronteira do meu município: cruzar rodovias/avenidas me enche de vida e alegria SEMPRE! 

4. Me bronzear.
Último momento verão  meu
Já contei aqui que eu sou praticamente a garota-verão, por ser uma pessoa extremamente solar. Pena que eu demoro pra pegar cor, mas como eu gosto mesmo é uma alegria me dedicar a arte do bronzeamento. haha E para mim nada melhor do que olhar no espelho e me ver corada pelo sol, com cara de saúde, de quem tem muita vida correndo na veia! Pelo menos é assim que me sinto quando me vejo corada sem ardência: só amor! <3

5. Sorvete no frio.
Photo by Hannah Morgan on Unsplash
Não sei exatamente o porquê mas às vezes os opostos me atropelam com uma determinação que não sei como resistir. E isso acontece muitas vezes no inverno: desejo de sorvete. Mesmo, o corpo pedindo uma bebida quentinha (que cai maravilhosamente bem também), chega dar uma plenitude quando posso matar essa vontade de comer sorvete no frio. <3

6. Superação.


Acredito que todo ser humano gosta da sensação de superação, mas trouxe aqui por que acho que falamos pouco dessa sensação tão boa e necessária para crescermos e nos tornamos mais confiantes na vida. Aqui entra todo tipo de superação: superar um medo, um dia difícil, uma trilha longa e cansativa, uma prova que te desafia ou uma dificuldade interna. Não importa como as barreiras se apresentem, eu gosto da sensação de invencibilidade que a superação traz. E um bom exercício e cultivo essa sensação é colocando alguns desafios físicos como fazer uma caminhada diferente, ou uma atividade que você ache mais difícil, garanto que a sensação após ter conseguido completar (seja na primeira/segunda/terceira tentativa) te fará se sentir bem melhor consigo mesmo! Eu faço isso sempre que me sinto desanimada, aí passo a sentir no corpo e poder da transformação que tenho e por vezes me esqueço.

7. Quando alguém diz que algo lembra a mim e lembra mesmo.
Foto clássica sem referência mesmo por que creio que se perdeu no tempo.

Já fui lembrada através de umas poesias lindas as quais me identifiquei na hora. Já fui lembrada através de personagens incríveis, as quais eu também me identifiquei. Fui lembrada até em comparação a Clarice Lispector e nem preciso dizer que morri de amores, né!? Quando alguém lembra de mim com algo que eu considero muito bom e que ao mesmo tempo também me faz lembrar de mim, eu me sinto bem. Me sinto como se o que a pessoa falou fosse uma comprovação de que eu me conheço de verdade e como se eu estivesse conseguindo ser pras pessoas quem eu acredito que sou, e até mesmo tentando expressar o melhor de mim. E meio louco tentar escrever sobre isso, mas traz a felicidade de me sentir lisonjeada pelas comparações e ao mesmo tempo por não estar maluca por eu mesma me identificar com coisas boas/incríveis sejam poesias/personagens/textos/artistas. Saber se olhar com grandeza também é um desafio e uma sabedoria! E esses momentos me ajudam a me lembrar do quão boa posso ser! :)


Assim fecho minha lista e espero de coração que tenham gostado! Sigam o toque da Gabriela e dêem continuidade essa tag/post, até por que eu também adoro saber esse tipo de curiosidade sobre as pessoas! haha Estou sempre pela blogosfera e por aqui, então comentem o que gostaram, se  se identificaram ou não ou que mais quiserem acrescentar/trocar! Eu estou sempre respondendo aqui e percorrendo o blog de vocês também!
Agradeço a cada visita e contribuição pelos comentários!
Juntos somos mais fortes!

***

Ps.:Me perdoem pelo mix de fotos, pois eu dessa vez não consegui equilibrar entre foto autorais e profissionais da internet, como os tópicos eram mais subjetivos peça que tenham paciência no quesito "fotografia". Estou buscando melhorar isso por aqui também! E a foto da Clarice é por que nada barra a comparação que fizeram de mim (da minha escrita e forma de contar/ver o mundo) com ela. Só por isso já sou uma pessoa melhor! haha Duas sagitarianas incríveis, né não? <3  

Comentários

  1. Também amo lavar o cabelo depois de cortar, estradas (por hoooras) e deve ter sido uma delícia passar o feriado no mato, adoro estar em contato com a natureza também!

    Adorei os tons de cinza e verde do blog, lindos Bah! Obrigada pelos comentários lá no blog, adicionaram muito aos temas!

    Beijinhos!
    http://barbaradoblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além de delícia foi necessário me recolher no mato! Este em sociedade já estava me matando! RS
      E eu realmente amo a sensação de lavar o cabelo recém cortado e fico feliz de saber que outras pessoas curtem essa liberdade também! <3
      Obrigada pela sua visita e sua contribuição aqui! Deixou uma xará bem feliz! Até por que tô curtindo muito seu blog!
      Beijos!!!

      Excluir

Postar um comentário